Get Adobe Flash player

Greve dos servidores do MTE/SP ganha força

O primeiro dia de greve dos servidores administrativos do MTE ( Ministério do Trabalho e Emprego)  conseguiu parar o atendimento ao público na SRTE/SP (Superintendência Regional do Trabalho e Emprego).

Cresce a greve dos SPFs em São Paulo

Nesta quarta-feira, 29/07, os servidores administrativos do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) entram em greve por tempo indeterminado contra a proposta de 21,3% parcelado em 4 anos, de 2016 a 2019.

No mesmo dia, acontece uma paralisação de 24h dos funcionários do IPEN (Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares), que também já aprovaram indicativo de greve tempo indeterminado no dia 04 de agosto. 

Cartilha da greve dos servidores públicos

Diante da proposta de arrocho salarial apresentada pelo governo (índice de 21,3%, em quatro anos), muitas carreiras do funcionalismo público federal iniciaram o movimento grevista. A greve dos técnico-administrativos das instituições federais de ensino superior, por exemplo, já completou 2 meses. A tendência é que as mobilizações sejam intensificadas. Nesse momento, é importante que todos fiquem por dentro do direito à greve, a legalidade, as regras e formalidades, o pagamento ou não dos dias parados etc..

<Acesse aqui a Cartilha da greve>

Deu na mídia - Sem-terra ocupam Incra em São Paulo e no interior

Sorocaba - Militantes da Frente Nacional de Lutas (FNL) ocuparam na manhã desta terça-feira a sede da superintendência regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em São Paulo e unidades do órgão em cinco cidades do interior paulista. O movimento de sem-terra liderado por José Rainha Júnior protesta contra a paralisação da reforma agrária pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Em São Paulo, cerca de 300 sem-terra, segundo o Incra, bloquearam a entrada do prédio onde funcionários já estavam em greve desde a última quarta-feira.


Solidariedade